Porque eu já sei qual o passo a seguir.


Não vou entristecer. Não me perder a pensar no que poderia ter acontecido, e não aconteceu. Nenhuma lágrima será derramada pelos meus olhos, de novo! Para quê, tendo eu ínfimas razões para sorrir ao Mundo que me abarca?! Cansada já eu estou de desperdiçar o meu tempo em sonhos cansativos; desejos irrealizáveis; pensamentos repetitivos e desgastantes; choros mudos, e de me alimentar de suposições vãs que nunca levam ninguém a lado nenhum, a não ser à loucura. Tenho tanto por que ocupar o tempo! Uma família que me ama por tudo o que eu sou e imensos amigos que, venha a tempestade que vier, jamais se demovem de junto de mim. Tenho um Presente tão sorridente e agora só quero conhecê-lo melhor! 

Quero conhecer novas pessoas e cativar ainda mais as tantas que tenho do meu lado. Quero explorar novos sítios e novas sensações; novas misturas de sentimentos e de momentos. Quero aprender a cozinhar e ler muitos, muitos livros! Quero sair para todas as festas que vierem e divertir-me como se o Mundo fosse acabar no dia seguinte! Quero estudar e ser bem sucedida, já que tenho tudo ao meu alcance para o ser! Quero percorrer caminhos que jamais pensara percorrer; quero desbravar florestas virgens! Quero descobrir lados em mim que desconhecia ter; um lado inovador, confiante e ambicioso! Quero ter conversas infindáveis e cada vez mais interessantes com imensa gente, e ouvir todo o tipo de música, até me doerem os ouvidos! Quero amar e dizer que amo; beijar e abraçar, como se a minha vida dependesse disso! 

Quero voltar a ser livre.
E por mais que me custe a admitir… 
Não consigo sê-lo contigo constantemente na minha cabeça… E no coração.

foste do melhor que me podia ter acontecido.
obrigada por me teres ensinado a amar e a viver;
e por me teres guiado e me mostrado o mundo

0 mixed words:

Enviar um comentário

 

partnership

~

LADY WRITER

Eu tenho um sonho. Um sonho que realizo todos os dias: escrever. Agora, também tenho um objectivo: ser escritora. Quiçá, um dia terei o meu nome em capas duras, espalhadas por prateleiras. Até à obra nascer, hei-de sonhar. CONTACTO: imdanierose@gmail.com