crises da adolescência I


Numa noite fatídica de Carnaval 2011, a Daniela, numa tentativa de tirar uma foto com os seus amigos azeiteiros, colocou a sua máquina CANON em cima de um carro, com o temporizador activado. O que deve ter escapado à respectiva menina é que, nessa mesma noite, soprava um vento muito forte. Resumindo e concluindo: a bendita máquina caiu no chão e partiu-se. A Daniela riu-se muito, tal era o seu estado de sobriedade, no momento. Pois foi, de facto, no dia seguir, que se apercebeu realmente do desastre: gritou a plenos pulmões e considerou atirar-se da janela do seu quarto - felizmente, visto este não ter quaisquer janelas, optou por outra saída mais fácil: esconder o devido acontecimento à sua mãe.

Acontece que sinto saudades de ter uma máquina fotográfica. Mas sei que não possuo rendimento pessoal suficiente - diga-se, nenhum - para obter uma a meu gosto. (…)

E agora lançam-se as seguintes hipóteses:
a) Dizer à minha mãe que parti a minha máquina e que preciso de uma nova, arriscando-me a, quiçá, levar um enxerto de porrada (metaforicamente falando).
b) Continuar a esconder o sucedido à minha mãe e, ao mesmo tempo, ir reunindo poupanças próprias para comprar uma máquina nova, sujeitando-me a tê-la quando chegar aos 28 anos.
c) Fazer algo muito bom (tirar uma boa média, ou limpar a casa durante 6 meses seguidos, etc.) e pedir à minha mãe - de uma forma muito perspicaz - uma máquina nova, pelas minhas boas acções.

Enfim… Vou dormir sobre o assunto! Boa noite, bloggers. 

1 mixed words:

 

partnership

~

LADY WRITER

Eu tenho um sonho. Um sonho que realizo todos os dias: escrever. Agora, também tenho um objectivo: ser escritora. Quiçá, um dia terei o meu nome em capas duras, espalhadas por prateleiras. Até à obra nascer, hei-de sonhar. CONTACTO: imdanierose@gmail.com