If I were a boy...


Se eu fosse um homem, jamais deixaria uma mulher acordar numa cama solitária e fria, após uma noite que chamava por mais. Nunca a deixaria na dúvida: diria sempre o que queria, o que não queria e mostraria sempre o que eu realmente sou. Não a iludiria de maneira alguma, para que pensasse que sou melhor, quando não sou. Deixá-la na confusão, porquê, se também eu detesto sentir-me assim. Não lhe iria mentir, ou prometer nada, simplesmente faria-a sentir-se segura de mim, de si e de nós, como um todo. Ia abraçá-la todos os dias e dizer-lhe como é bonita e como me faz sentir bem, e enquanto ela não acreditasse, eu continuaria a dizer-lhe, sem me cansar. Contar-lhe-ia os meus segredos e os meus erros, mesmo que me envergonhassem um pouco. Faria de tudo para jamais a magoar, porque tal ser frágil nunca deveria passar por isso. Caso o fizesse, iria compensá-la sempre. Porque a amo e porque a quero. E se, por acaso, as coisas corressem mal, por circunstâncias da vida ou nossas, eu não a abandonaria, como se ela nunca tivesse significado o Mundo para mim. Porque, antes do Amor, éramos amigos. E eu, após terminarmos, faria de tudo para que, - quem sabe? -, mais tarde, pudéssemos voltar a sê-lo. Sem quaisquer ressentimentos.

Mas enfim, eu não sou um homem. Mas gostava de encontrar um assim.

2 mixed words:

 

partnership

~

LADY WRITER

Eu tenho um sonho. Um sonho que realizo todos os dias: escrever. Agora, também tenho um objectivo: ser escritora. Quiçá, um dia terei o meu nome em capas duras, espalhadas por prateleiras. Até à obra nascer, hei-de sonhar. CONTACTO: imdanierose@gmail.com