There's nothing for me here.


E eu que tanto acreditei em ti. Em ti e em todas as palavras que me dizias. Sempre te saíram tão bem: doces como caramelo, suaves como penas. E, no entanto… Não são as palavras que nos aquecem face à noite fria. Não são as palavras que nos amam. E também não serão as palavras que nos vão fazer viver o Amor. (…) Ainda levei algum tempo a aperceber-me de que confiar naquilo que dizias jamais seria suficiente, quando, para ser honesta, é-me simplesmente difícil confiar abertamente em ti. As palavras gastam-se. Os sentimentos gastam-se. A confiança (des)gasta-se, também. E sim, tudo isto está a ser bastante desgastante para mim. Tanto contas, como ocultas - e não deveria ser assim. Não estou a dizer que não és pessoa de valor, porque, para mim, não podias ser alguém mais precioso… Contudo, o teu silêncio está a devorar-me por dentro, por não estar de todo habituada ao mesmo. Cansada já eu estou de relacionamentos baseados naquilo que nunca é dito, ou explicado. Cansada já eu estou de nunca saber realmente o que se passa, ou de que tipo de 'filme' faço parte. E tu não és concreto. Não és objectivo. E não estás com intenções de o ser, porque, para ti, está sempre tudo bem. Pois, aqui estão as minhas palavras - que ao menos são(-te) sempre sinceras… Eu não estou bem. E cansada já eu estou de nunca poder simplesmente ESTAR BEM

1 mixed words:

 

partnership

~

LADY WRITER

Eu tenho um sonho. Um sonho que realizo todos os dias: escrever. Agora, também tenho um objectivo: ser escritora. Quiçá, um dia terei o meu nome em capas duras, espalhadas por prateleiras. Até à obra nascer, hei-de sonhar. CONTACTO: imdanierose@gmail.com