EU VI-O APAIXONAR-SE POR OUTRA


Eu vi-o apaixonar-se por outra. Eu assisti mesmo a esse cenário, tal qual um filme que vamos ver ao cinema, e que ficamos na dúvida se já o vimos alguma vez, ou não. Foi mesmo a isso que soube tudo aquilo: a uma mágoa já esperada, temida e preparada, há imenso tempo… Mas não se iludam: doeu exactamente como deveria ter doído. E temo não ter as palavras certas para descrever tamanha dor, porque tenho a certeza que ainda não foram inventadas…

Eu vi o homem que amava, apaixonar-se por outra. Se bem que, ao princípio, não passava de uma desconfiança teimosa minha. Afinal, eu (ainda) amava aquele homem; conhecia-o como mais ninguém. E havia qualquer coisa na maneira com que ele me respondia às mensagens, que tanto denunciavam o quanto eu (ainda) estava à sua espera. As suas respostas eram firmes, frias, directas e objectivas, quase que suplicando “segue em frente…”. Como quem já há muito o fez.

Eu vi o homem que mais amei, apaixonar-se por outra. Nem sei se foi por acaso, ou por intenção, mas numa conversa com um amigo em comum, o seu nome surgiu. E, aí, eu fiz as típicas perguntas “como-quem-não-quer-a-coisa”: como é que ele está, os estudos, a vida, se continua o galã que sempre foi. “Não, de todo”, diz-me o amigo com um sorriso no olhar. E foi aí que eu soube. Uma mulher aparecera e conseguira fazer o que eu nunca consegui, apesar de ter tentado com todas as forças: que ele ficasse.


Eu vi o homem que não conseguia esquecer, por nada deste mundo, apaixonar-se por outra. Descobri o nome dela e fui logo vasculhar as suas redes sociais, como se isso fizesse algum sentido. Fotografia a fotografia, e quanto mais observava o seu perfil, mais eu me apercebia do quão diferente ela era de mim. Como? Como é que ele conseguiu apaixonar-se por alguém que não tem nada a ver comigo? E porquê? Porque é que eu insisto em ser tão masoquista, parva, estúpida… Agora, estou no perfil dele: já há tanto tempo que lá não ia… tretas… Músicas românticas, citações de romances, uns atrás dos outros… Porquê? Porque é que ele parece tão mais apaixonado por ela, do que alguma vez esteve por mim?

Eu vi o único homem que amei, a seguir em frente sem mim. Apesar de todas as promessas. sonhos. planos. Eu vi-o apaixonar-se por outra. Apesar dele sempre me ter dito que nunca ninguém iria tirar-me o lugar. Que nunca ninguém iria conhecê-lo como eu o conheci. Agora? Agora tudo isso - as promessas, os sonhos, os planos - estavam a ser feitos com ela. E todas as palavras que ele me dissera… Agora é ela quem as ouve. Então, mas, e eu? Como pode tudo ser tão injusto para mim, se sempre fui eu quem lutou, sem nunca pedir nada em troca?


Até me ter apercebido que, vê-lo apaixonar-se por outra, não foi, de todo, a coisa mais dolorosa a que eu assisti. De repente, lembrei-me de todas as vezes em que este me mentiu, olhos nos olhos. De todas as vezes em que me afastou, por medo ou por egoísmo. De todas as vezes em que lhe gritava, mas ele nunca fazia por me ouvir. E, por fim, de como foi ter de vê-lo partir, de malas feitas… Isso sim, foi maior que qualquer outra dor.

Eu vi aquele homem apaixonar-se por outra. Aquele homem que, outrora, se apaixonou por mim. Aquele com que vivi uma história como nenhuma outra. Aquele cujas falhas eu aprendi a amar, acima de tudo, por fazerem parte de quem ele é… E esse tal homem partiu-me o coração e apaixonou-se por outra. Talvez porque ele sempre soubera que ambos merecíamos melhor.

4 mixed words:

  1. É impossível não encontrar nestas palavras, as palavras que me faltam. É impossível não ler isto e não pensar o quão poderia ter sido eu a escrevê-las se tivesse o teu dom porque, céus!, sinto-as como se fossem minhas e sinceramente, não é fácil alguém cativar-me assim e conquistar-me assim, tens realmente um dom que muitos escritores nos dias de hoje não possuem: prender a leitura e entrar nos sentimentos do "leitor" como se quase se tratasse de algo que ele escrevera. Parabéns, espero em breve, um livro teu! Tu realmente tens tudo para isso, espero que não te fechem essa porta porque é merecida que não seja apenas aberta mas até "escancarada" eheh
    Vou continuar a acompanhar o teu trabalho porque é divinal, mais uma vez, parabéns e que não nos deixes muito tempo sem estas divinas palavras! Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito, muito obrigada. Fiquei de tal modo emocionada com as tuas palavras, que nem sei o que dizer. Em breve, sim, espero poder ter um livro publicado e espero que te cative de igual forma. Nem sei como te agradecer por tudo o que disseste: é isso mesmo que me motiva, mensagens tão sinceras e tão bonitas como essa.

      Beijinhos enormes,
      Daniela Rosa

      Eliminar

 

partnership

~

LADY WRITER

Eu tenho um sonho. Um sonho que realizo todos os dias: escrever. Agora, também tenho um objectivo: ser escritora. Quiçá, um dia terei o meu nome em capas duras, espalhadas por prateleiras. Até à obra nascer, hei-de sonhar. CONTACTO: imdanierose@gmail.com