GANHEI AO PERDER-TE


Um dia, - quem sabe daqui a quanto tempo? – ele irá acordar sobressaltado depois de ter sonhado contigo, após tanto tempo. E o seu primeiro impulso será mandar-te uma mensagem, mas não o faz, porque apercebe-se que já nem se lembra da última vez que falaram. E, aí, ele vai fazer a si mesmo todas as perguntas que gostaria de estar a fazer-te: como tens andado; se estás feliz; se andas a sair com alguém, de momento... E enquanto a sua vontade de abordar-te vai aumentando cada vez mais, também vai o peso da sua consciência.

Um dia, - talvez, quem sabe? – ele vai aperceber-se do quão besta foi para ti. E vai arrepender-se de todas as mensagens que ignorou; de todas as discussões a que não deu importância e de todas as vezes que te chamou de “dramática” e “exagerada”. Ele vai, finalmente, aperceber-se que tu só querias o seu bem. O bem de vocês os dois – a coisa mais sagrada de todas. E ele sentir-se-á o maior tolo, por nunca te ter atribuído toda a consideração que realmente merecias: a ti e à vossa relação. E à medida que todos esses seus arrependimentos tardios o vão arrebatando, também vão as saudades. Essas, que ele nem sabia ser capaz de ainda sentir por ti.

Um dia, ele vai aperceber-se do quanto lhe fazes falta. E do quão estúpido ele foi por ter trocado uma vida ao teu lado, por uma “vida louca”. Por ter trocado todos os momentos passados contigo, por noites alcoolizadas com cheiro a nada. Por ter trocado o vosso futuro, por um presente que sabe a tão pouco. Ele achava que, sem ti, iria ser finalmente livre... E, no entanto, dará por si simplesmente só.


Um dia, - sabe-se lá daqui a quanto tempo – a realidade irá abater-se sobre ele: eras aquela de quem ele mais precisava, mas nunca a que ele queria. Eras tu a que se esforçava para entendê-lo, e sempre fora ele o que não te merecia. Cego por novas experiências, deixou escapar aquilo que poderia ter sido a maior história da sua vida. E agora? E agora que já não estás cá para ele, quando, em tempos, foste a única que o fez? E ele questiona-se a si mesmo: o que será dele agora?

Ou então, talvez ele nem se aperceba de nenhuma dessas coisas... Talvez até já seguiu em frente com a sua vida, e talvez já nem lhe passes pelo pensamento. Mas e depois?

Um dia, tu vais perceber o quão melhor estás sem ele na tua vida. Alguém que não soube ser digno de ficar, apesar de todas as tuas oportunidades e esperanças esgotadas por mantê-lo. Alguém que não valia nem mais um segundo contigo.

Vai chegar ao dia em que tu vais querer agradecê-lo por ele ter-se ido embora.

0 mixed words:

Enviar um comentário

 

partnership

~

LADY WRITER

Eu tenho um sonho. Um sonho que realizo todos os dias: escrever. Agora, também tenho um objectivo: ser escritora. Quiçá, um dia terei o meu nome em capas duras, espalhadas por prateleiras. Até à obra nascer, hei-de sonhar. CONTACTO: imdanierose@gmail.com